Connect with us

ELEIÇÕES 2018

Um terço dos vereadores de Niterói quer ser deputado

Entre as propostas deles, estão o fim do método Paulo Freire de Ensino, Hospital de Emergência para RO, batalhão de polícia exclusivo para Niterói e preservação ambiental

Published

on

Niterói poderá ter oito novos vereadores a partir de fevereiro. Isso porque oito membros do Legislativo municipal busca, nessas eleições, conquistar cadeiras na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

São candidatos a deputado federal: Carlos Jordy (PSL), Carlos Macedo (PRP), Paulo Eduardo Gomes (PSOL), Sandro Araújo (PPS), Talíria Petrone (PSOL) e Verônica Lima (PT). Já Bruno Lessa (PSDB) e Paulo Bagueira (Solidariedade) se lançam na disputa por uma vaga no Legislativo estadual.

Conforme anunciamos em nossa edição impressa, a Folha apresenta algumas das propostas dos postulantes, preferencialmente para a Região Oceânica de Niterói.

 

De olho em Brasília

Carlos Jordy (PSL)

Defende pautas contra o aborto e ideologia de gênero; revogação do estatuto do desarmamento; endurecimento das leis penais e revogação de benefícios como indulto e progressão de regime, o fim do método Paulo Freire de ensino (com o que chama de retorno à educação tradicional), reforma tributária, com redução de impostos, entre outras agendas.

Carlos Macedo (PRP)

Promete lutar pela construção de uma unidade da FAETEC na Região Oceânica. O candidato também afirma que deseja continuar sua luta pela preservação do Parque Estadual da Serra da Tiririca. Ele destaca o Tombamento de Patrimônio Cultural do Polo turístico Caminho de Darwin, sendo autor da lei 2986/2012, de valor Cultural, Histórico, Científico, Ecológico, Geológico, Ambiental e Paisagístico.

Paulo Eduardo Gomes (PSOL)

Pretende lutar por recursos orçamentários da União que possibilitem transformar a Unidade Municipal de Urgência Dr. Mario Monteiro em um Hospital de Urgência e Emergência, possibilitando que procedimentos de média e alta complexidade sejam realizados na Região Oceânica sem a necessidade de remoção e a disputa por leitos na rede hospitalar localizada a quilômetros de distância.

Sandro Araújo (PPS)

O parlamentar informa, em seu site, ter sido escolhido pela Frente de Agentes da Polícia Federal para representar o Rio de Janeiro no Congresso Nacional. “Com a minha experiência, vamos em busca de um país melhor, mais seguro e livre da corrupção”, diz. Ainda em seu site, o parlamentar coleta sugestões para projetos de lei. “Muito mais que prometer, nós devemos escutar”, defende.

Talíria Petrone (PSOL)

Promete defender políticas públicas e de recursos para fortalecer a fiscalização, a ampliação e a preservação das reservas naturais como o Parque Estadual da Serra da Tiririca e as lagoas da Região Oceânica, bem como para a implementação de ciclovias, linha 3 do metrô e tarifa social nas barcas da linha Charitas-Praça XV.

Verônica Lima (PT)

Como candidata, destaca a importância da aliança entre as mulheres para o avanço das políticas de igualdade de gênero, Verônica Lima é signatária dos treze pontos da plataforma das candidatas do PT, que destaca, em diversos pontos, o fortalecimento de políticas voltadas para a mulher, dentre elas o fim de todas as formas de violência contra as mulheres, educação cultura e mídia não sexistas e sem mordaças, entre outros.

 

Atravessando a Baía

 

Bruno Lessa (PSDB)

Promete destinar suas emendas parlamentares para a segurança. Também promete propor que 5% dos investimentos em segurança sejam para a área de inteligência. Além disso, Lessa quer estimular o ecoturismo, fiscalizar e cobrar pela despoluição da Baía de Guanabara e do Sistema Lagunar do estado, estimular a mobilidade verde (especialmente o uso de bicicletas), e defender políticas públicas de proteção animal.

Paulo Bagueira (Solidariedade)

Planeja aumentar a participação política de Niterói no estado. Defende aumentar a participação dos municípios no combate à violência. Bagueira também quer garantir tarifa mais acessível nos catamarãs de Charitas. Ele propõe ainda aumentar o efetivo da PM e criar Batalhões exclusivos em Niterói e Maricá, fortalecer a Polícia Civil, a recuperação dos Museus Antônio Parreiras e do Ingá, e a reabertura dos CIEPs abandonados no estado.

Folha Digital

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Mais lidas