Connect with us

ELEIÇÕES 2018

Região Oceânica elegeria Bolsonaro no primeiro turno

Se a Região Oceânica fosse um país, Jair Bolsonaro (PSL) seria eleito no primeiro turno com 60,21% dos votos válidos na 199ª zona eleitoral

Publicado há

no dia

Jair Bolsonaro conquistou 60,21% dos votos válidos na Região Oceânica. Foto: Tânia Rêgo (Agência Brasil)
Jair Bolsonaro conquistou 60,21% dos votos válidos na Região Oceânica. Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Se a Região Oceânica fosse um país, o candidato Jair Messias Bolsonaro (PSL) seria eleito no primeiro turno. A apuração das urnas da 199ª zona eleitoral apontam que o presidenciável conquistou 32.219 votos, o que representa 60,21% de um universo de 53.513 votos válidos contabilizados em 213 seções eleitorais. O segundo mais votado foi Ciro Gomes (PDT), apontado pelas pesquisas pré-eleitorais como único capaz de vencer o deputado federal. Aqui, ele não teria chance: conquistou 10.336 votos, o que representa 19,31% dos votos válidos da região.
Logo atrás de Ciro Gomes, está Fernando Haddad (PT) com 5.495 votos, representando 10,27% do eleitorado dos bairros Cafubá, Piratininga, Jardim Imbuí, Camboinhas, Itacoatiara, Itaipu, Maravista, Serra Grande, Santo Antônio, Jacaré, Várzea das Moças e Pendotiba. Contrariando a maioria das pesquisas, existe uma tímida “onda laranja” – como se intitulam os eleitores do Partido Novo –, e o ex-diretor de banco João Amoêdo superou tradicionais políticos como Geraldo Alckimin (1,93% – 1.034 votos) e a Marina Silva (Rede), que obteve 864 votos, equivalente a 1,61%. O demais candidatos não chagaram a 1%: Guilherme Boulos (PSOL), 453 votos (0,85%); Henrique Meirelles (MDB), 313 votos (0,58%); Álvaro Dias (PODE), 254 votos (0,47%); João Goulart Filho (PPL), 25 votos (0,05%); Vera Lúcia (PSTU), 22 votos (0,04%); e Eymael (DC), 14 votos (0,03%).

Vontade de mudança

Ao contrário das últimas eleições gerais, o povo sinalizou que quer mudança. Votos brancos e nulos voltaram a ser minoria. O eleitorado da Região Oceânica é de 68.767, sendo que 11.539 (16,78%) não compareceram às urnas, 1.181 (2,06%) votaram em branco e 2.534 (4,43%), nulo, fazendo com que os candidatos disputassem 53.513 dos votos válidos, equivalente a 93,51% do eleitorado. Compareceram às urnas 57.228 eleitores, o equivalendo a 83,22% dos que estavam aptos a votar.

Tarcísio Motta enfrentaria Wilson Witzel no ‘estado’ Região Oceânica

Diferente do resultado oficial, o segundo turno para governador na RO ficaria entre Tarcísio Motta (PSOL) e Wilson Witzel (PSC). O ex-juiz federal, apoiado por Bolsonaro, mostrou a força que candidatos considerados de extrema-direita ganharam na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Ele conquistou 44,28% dos votos válidos da 199ª zona eleitoral e teria como adversário o professor do Colégio Pedro II, que obteve 15,88%, superando Eduardo Paes (DEM) em 453 votos, uma diferença de 0,92% apenas.

Jornalista, cozinheiro, ciclista e viajante inveterado traz na bagagem a Região dos Lagos e passagens por A Tribuna e O Globo. Aos 28 anos, está prestes a completar a primeira década no jornalismo. Retrata a mobilidade e segurança pública sob uma nova perspectiva.

1 Comentário

1 Comment

  1. Miriam Da Costa

    8 de outubro de 2018 at 18:19

    A mamografia das urnas
    está revelando um câncer
    (em avançado estado)
    no Seio da Nossa Amada Pátria.
    Miriam Da Costa

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha Digital

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Mais lidas