Connect with us

Geral

Radares na Ponte Rio-Niterói já estão multando

Multas podem variar entre R$ 130,16 a R$ 293,47, e dispositivos têm tecnologia para registrar apressadinhos a longas distâncias

Publicado há

no dia

Radares na Ponte Rio-Niterói passaram a aplicar multas desde a meia-noite desta segunda-feira. Foto: Thiago Freitas
Radares na Ponte Rio-Niterói passaram a aplicar multas desde a meia-noite desta segunda-feira. Foto: Thiago Freitas

Já está em funcionamento desde a meia-noite desta segunda-feira, dia 15, a fiscalização de velocidade na Ponte Rio-Niterói. Os motoristas que passam pela rodovia já estão sendo orientados por meio dos letreiros luminosos, que foram atualizados com informações quanto ao limite máximo estipulado para a via, que é de 80 km/h. Quem trafegar acima disso, a partir de agora, será multado. As notificações e a cobrança serão feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). À Ecoponte, concessionária responsável, caberá arcar com o custo do envio das multas, o que pode vir a refletir no preço do próximo rajuste do pedágio, previsto para 1º de julho.

Ao todo, oito radares estão posicionados em quatro pontos em ambos os sentidos: depois do pedágio, na descida do vão central, na grande reta e na altura do Cais do Porto, na chegada ao Rio. A Ecoponte informou que os radares possuem sensores que identificam, em cada local onde estão instalados, a velocidade dos veículos que trafegam pela rodovia. Porém, não se trata de um dispositivo com base em velocidade média.

O gerente de comunicação da Ecoponte, Luís Cláudio Costa, explica que o cálculo da velocidade na via é feito por radares com tecnologia de medição a laser, capazes de captar uma infração em um amplo campo de espaço. Isso permite que motoristas apressadinhos acostumados a reduzir a velocidade somente quando chegam próximo ao equipamento sejam flagrados bem antes e de qualquer ângulo.

— Os equipamentos são diferentes dos tradicionais, pois possuem detectores que emitem ondas capazes de calcular a velocidade de um veículo em qualquer ângulo. Pode ser bem antes de o carro chegar ao ponto em que o radar está instalado ou bem depois — explica Costa.

Os radares já estão operando desde junho do ano passado, porém sem multar. Ainda assim, segundo o gerente de comunicações, eles tornaram possível zerar o número de mortes na rodovia.

— Temos menos riscos e menos acidentes, o que significa menos atendimentos na pista e um fluxo muito melhor — ressaltou.

Aqueles que foram flagrados acima do limite de 80 km/h permitido serão multados em valor que pode variar de R$ 130,16 a R$ 293,47. Se a velocidade registrada for 50% acima da máxima permitida, o que configura infração gravíssima (sete pontos na carteira de habilitação), o motorista é multado no valor máximo. Se este exceder entre 20% e 50% superior à velocidade máxima permitida, a infração é grave (cinco pontos), e a multa, de R$ 195,23. O valor de R$ 130,16 está previsto para quem exceder o limite em até 20% da velocidade máxima. Neste caso, a infração é considerada média, correspondendo a quatro pontos na carteira.

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Instagram

Mais lidas