Connect with us

Praias

Estacionamento rotativo começa hoje nas praias da Região Oceânica

Este ano, a tarifa passa a ser aplicada também em Piratininga, e valor de R$ 5 passa a valer para período de quatro horas

Publicado há

no dia

Em Piratininga, placa comunica mudança no sistema de cobrança, que passa a ser de R$ 5 por quatro horas. Foto: Thiago Freitas
Em Piratininga, placa comunica mudança no sistema de cobrança, que passa a ser de R$ 5 por quatro horas. Foto: Thiago Freitas

Começa hoje a cobrança para estacionamento rotativo nas praias da Região Oceânica de Niterói. A novidade deste ano é que o valor de R$ 5 que antes era pago pela diária passa a valer apenas para um período de quatro horas de utilização da vaga, podendo ser cobrados até dois períodos, com valor máximo de R$ 10. Pela primeira vez também, o sistema irá funcionar na Praia de Piratininga. Para quem estacionar por até duas horas, a tarifa cobrada será de R$ 3,50. O serviço passará a funcionar inclusive às sextas-feiras, além de sábados, domingos e feriados, das 7h às 19h, até o dia 25 de março.

O sistema de estacionamento rotativo nas praias oceânicas, que faz parte da Operação Verão, compreende a criação de 3.085 vagas monitoradas por 90 guardadores da NitPark responsáveis pela ordenação dos veículos na orla. Em Itacoatiara, onde o a aplicação da cobrança já funcionou no ano passado, serão oferecidas 1.100 vagas; em Camboinhas, cerca de 1.050; Piratininga, 685; e Itaipu, 250.

Dez reboques atuarão para impedir irregularidades e socorrer veículos em pane ou envolvidos em acidentes. O estacionamento rotativo vem sendo implementado nas praias oceânicas nos últimos anos com o objetivo, segundo a prefeitura, de evitar a desordem urbana na região, sobretudo em dias de sol forte, uma queixa frequente de quem vive próximo à orla.

PUMA, SOPRECAM e SOAMI APOIAM O SERVIÇO

Representantes de associações de moradores como Piratininga Unida Moradores+Amigos (Puma), Sociedade Pró-Preservação Urbanística e Ecológica de Camboinhas (Soprecam) e Sociedade dos Amigos e Moradores de Itacoatiara (Soami) se posicionam a favor do serviço de cobrança, mas apontam ressalvas.

“O estacionamento rotativo é uma boa medida, mas a cobrança não deve ser acima do necessário”

Para André Pimenta, da Puma, a cobrança fracionada pode motivar motoristas a buscar vagas em ruas de acesso, deixando seus carros aos cuidados de flanelinhas.

— Para fugir da nova cobrança, os frequentadores vão parar nas ruas de acesso, em frente às garagens dos moradores, e os flanelinhas, que cobram até R$ 20, serão ainda mais atraídos (para o bairro) — avalia Pimenta.

Frequentador da Praia de Piratininga, o cabeleireiro Giovane Pereira diz que a cobrança fracionada é exagerada:

— Tarifa única seria o suficiente, mas prefiro pagar à prefeitura do que aos flanelinhas um valor ainda mais alto.

Já Stuessel Amora, presidente da Soprecam, considera desnecessária a cobrança às sextas-feiras, pois avalia que não há excesso de veículos na orla:

— O estacionamento rotativo é uma boa medida, mas a cobrança não deve ser acima do necessário.

Diretor operacional da Soami, Érico Lemos vê a nova forma de cobrança como razoável:

— Além de ordenamento, o estacionamento rotativo trouxe segurança ao bairro. O trânsito se tornou mais fluido e o número de roubo de veículo na região chegou a zero.

Segundo a prefeitura e a Niterói Rotativo, empresa que possui a concessão para explorar os estacionamentos rotativos na cidade, um levantamento contatou que a maior demanda por reforço no ordenamento urbano ocorre às sextas-feiras, aos sábados, domingos e nos feriados. O estudo aponta ainda que a permanência dos veículos se dá em torno de quatro horas por dia. Por isso, a cobrança fracionada em períodos de 240 minutos, mantendo o preço de R$ 5, por até dois períodos, para cobrir os custos operacionais do sistema.

OPERAÇÃO VERÃO

Este ano, a Operação Verão teve início no dia 2 de novembro. Segundo a Secretaria Municipal de Ordem Pública, cerca de 80% das autuações e remoções são referentes a estacionamento irregular. Os 20% restantes são infrações de trânsito, com destaque para o uso do celular ao volante, motociclistas sem capacete e motoristas sem cinto de segurança. O bairro de Itacoatiara lidera o ranking como campeão das infrações, onde 139 autuações foram aplicadas e 14 veículos removidos. Em seguida está Piratininga, com 39 infrações e dois veículos rebocados. No total, até o último fim de semana, foram 243 autuações e 21 veículos removidos.

A Operação Verão também fiscaliza espaços destinados a ônibus e veículos de excursão e a ocupação irregular do espaço público, além de coibir a ação de flanelinhas e de ambulantes ilegais.

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Instagram

Mais lidas