Connect with us

Polícia

Chilenos são presos por assalto à residência em Piratininga

Assaltantes contaram que receberam “dica” de amigo preso na argentina para ganhar “dinheiro fácil” na Região Oceânica

Publicado há

no dia

Dupla é suspeita de integrar quadrilha de estrangeiros que age no Brasil. Foto: Reprodução
Dupla é suspeita de integrar quadrilha de estrangeiros que age no Brasil. Foto: Reprodução

Dois homens de origem chilena foram presos acusados de furto a uma residência em Piratininga, na Região Oceânica de Niterói. O crime aconteceu na última segunda-feira (10). A dupla chegou ao Brasil no dia 7 e estava hospedada em um apartamento em Copacabana, no Rio. Eles tinham passagens de volta compradas para o dia 16.

Segundo o delegado da 81ª DP (Itaipu), Ruchester Marreiros, responsável pelo caso, um dos assaltantes, durante o depoimento, confessou que receberam a dica de um amigo que está preso na argentina para ganhar “dinheiro fácil” na Região Oceânica. Este amigo, inclusive, já teria praticado diversos furtos na localidade. Por isso, o delegado acredita que outros estrangeiros estejam assaltando nesta área e investiga se pode ser configurada a formação de quadrilha.

— É possível que outros estrangeiros estejam agindo aqui na região. Não conseguimos identificar entre a imagem das câmeras das residências que capturaram este tipo de ação e imagens de outras pessoas que temos em nosso banco de dados. Isso leva a crer que se trata de estrangeiros que não estão em nosso sistema — analisa Marreiros.

Na residência, havia câmeras de segurança que estavam ligadas no momento do crime. As imagens do vídeo, que ajudaram a Polícia Civil nas investigações, registraram o momento em que os moradores da casa chegam pela porta dos fundos e se surpreendem com a presença da dupla no interior do imóvel. É possível ver quando os “turistas” fogem pela porta da frente enquanto o casal grita “ladrão, pega ladrão”, repetidas vezes.

O vídeo mostrando a ação dos ladrões viralizou na internet. No dia seguinte, o primeiro suspeito acabou preso por populares quando rondava imóveis vizinhos. O segundo foi capturado por agentes da Civil na noite desta quarta (12). “O primeiro suspeito, com intuito de obter benefícios penais, resolveu colaborar e indicou o local onde o comparsa estava”, informou o delegado.

Ambos vão responder por furto qualificado por arrombamento e concurso de agentes, isto é, quando o crime é praticado por duas ou mais pessoas. A pena pode variar entre 2 e 8 anos de prisão.

Clique para comentar

Deixe sua opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Folha Digital

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Mais lidas